You are currently viewing Conheça os 10 maiores exportadores do mundo

Conheça os 10 maiores exportadores do mundo

Antes de tudo, você sabe quais são os 10 maiores exportadores do mundo? Esse é um tema que, não raro, desperta interesse nas pessoas, principalmente pela curiosidade em saber quantos bilhões de dólares são transportados pelo mundo.

Além disso, claro, pelo desejo de conhecer os nomes mais fortes do Comércio Exterior.

Por isso, neste texto vamos conferir o ranking dos 10 maiores exportadores, e detalhes sobre o fluxo de movimentação e os produtos que eles mais exportam.

O que é exportação?

Antes de falarmos sobre os maiores exportadores, primeiramente vamos entender o que é exportação.

A prática se refere à atividade de venda de produtos, bens e serviços de um determinado país para outro. Em síntese, ela acontece quando empresas nacionais negociam e vendem para o exterior.

Um exemplo é a exportação de carne brasileira para a China ou Argentina: trata-se de um produto nacional sendo vendido a outro país.

Os motivos que levam uma empresa a exportar são diversos, mas podemos citar os mais comuns que, inclusive, se relacionam entre si:

  • ampliação dos negócios para além do mercado interno, visando crescer economicamente;
  • expansão e internacionalização com a finalidade de entrar em novos mercados;
  • atender a uma demanda do mercado externo, que não existe internamente naquele determinado país;
  • diminuir o excedente da oferta, regulando-o com a demanda interna e externa;
  • tornar a produção mais eficiente.

Outro fator que influencia nas exportações, porém não chega a ser um motivo para que elas aconteçam, é a taxa de câmbio.

Quando ela está baixa, a tendência é que os países mais fracos exportem mais, pois eles se tornam mais atrativos ao mercado internacional.

Com o real desvalorizado, por exemplo, os países têm mais custo-benefício ao comprar do Brasil, já que eles podem adquirir mais produtos e serviços a um preço de compra menor.

Tipos de exportação

A exportação pode acontecer de duas maneiras: direta e indiretamente.

O primeiro tipo de exportação que veremos é a direta – ou perfeita. Ela ocorre quando é o próprio produtor quem a realiza e, assim, recebe do importador.

Para que isso aconteça e a negociação seja um sucesso, o fornecedor precisa conhecer todo processo de exportação, saber quais são as documentações necessárias e entender o país de destino de seus produtos.

O processo nesse tipo de exportação envolve:

  • pesquisa de mercado;
  • documentação;
  • embalagens;
  • fretes;
  • transações bancárias;
  • entre outros.
Imagem vetorizada de caixas de papelão com mapa mundi simbolizando os maiores exporadores do mundo.

O segundo tipo, a exportação indireta – ou imperfeita –, é aquela na qual a venda de produtos não é feita pelo fornecedor/produtos, mas sim por empresas que os adquirem para exportá-los.

Ou seja, nesse formato, o produtor não é responsável pela comercialização do produto no exterior, logo, ele não precisa ter experiência no comércio internacional.

Qual a importância da exportação no desenvolvimento dos países?

A exportação é imprescindível no desenvolvimento de um país. Alguns, como é o caso do Brasil, inclusive, oferecem um incentivo fiscal aos exportadores, por meio do Regime Especial de Drawback.

Dessa forma, quando ele é fornecido, ocorre a suspensão – ou eliminação – dos tributos que recaem sobre a compra de insumos utilizados no processo produtivo de produtos que serão importados.

E esse incentivo existe porque os países sabem que muito se beneficia da exportação. Ela basicamente possibilita a entrada de receita no país, o que propicia a geração de emprego, renda e desenvolve o setor comercial.

Além disso, ela permite que o país atinja e conquiste novos clientes e espaços, cresça economicamente e encontre uma vazão à sua produção excedente, o que é importante para algum dia figurar entre os maiores exportadores do mundo.

Os 10 maiores exportadores do mundo

Agora que temos este panorama, podemos, de fato, conferir quais são os 10 maiores exportadores do mundo.

Dentre os dados que veremos em seguida, aqueles que tratam do montante total de exportação e dos principais parceiros dos países referem-se ao ano de 2020 e foram retirados do Trade Map.

Os outros dados que veremos, que nos apresentam os principais produtos exportados por cada país, estão disponíveis no World Integrated Trade Solution (WITS).

Containers roxos em porto à ceu aberto representando os maiores exportadores do mundo.

1. China

O país líder do nosso ranking sobre os maiores exportadores é a China, que exportou um montante de US$ 2.5 trilhões. Estados Unidos, Hong Kong, Japão, Vietnã e Coréia do Sul são os principais destinos de seus produtos.

Ela é muito conhecida por exportar eletrodomésticos e produtos tecnológicos, já que, devido ao baixo custo de mão de obra, costumam ser mais baratos que os oriundos de Estados Unidos ou Europa.

Não à toa, as máquinas e eletros é a principal categoria do país (43,51% das exportações), seguida de diversos (10,84%), produtos têxteis e roupas (10,43%), metais (7,33%) e produtos químicos (5,21%).

2. Estados Unidos da América

Na segunda colocação estão os Estados Unidos da América, com um total de US$ 1.4 trilhões de exportações em 2020.

Em razão da guerra comercial que vem sendo travada nos últimos anos entre o país e a China, era de se esperar que ele ocupasse uma das primeiras posições do ranking.

Seus principais parceiros importadores são: China, México, Canadá, Japão e Alemanha.

E, dentre os produtos, destacamos as máquinas e eletros (22,39%), produtos de transporte (16,72%), combustíveis (12,15%), diversos (11,50%) e produtos químicos (10,62%).

3. Alemanha

Para fechar o top 3 dos maiores exportadores temos a Alemanha, cujo total de exportações em 2020 foi de US$ 1.3 trilhões. Os principais destinos foram Estados Unidos, China, França, Holanda e Reino Unido.

Predominaram entre os produtos vendidos para outros países: máquinas e eletros (27,8%), produtos de transporte (20%), produtos químicos (12,86%), diversos (10,4%) e metais (7,17%).

4. Japão

Nosso quarto país é o Japão, que exportou US$ 640 bilhões em mercadorias em 2020, cujos principais destinos foram China, Estados Unidos, Coréia do Sul, Taipei e Hong Kong.

Quanto aos produtos, a participação majoritária é de máquinas e eletros (32,37%), seguida de produtos de transporte (23,79%), diversos (14,75%), produtos químicos (8,72%) e metais (7,58%).

5. Holanda

Finalizando o ranking dos cinco maiores exportadores está a Holanda com US$ 551 bilhões exportados, sobretudo, para Alemanha, Bélgica, França, Reino Unido e Estados Unidos.

Os principais produtos exportados pelo país foram as máquinas e eletros (22,09%), combustíveis (13,13%), produtos químicos (12,57%), diversos (11,14%) e alimentos (6,72%).

6. Hong Kong

Dando continuidade ao top 10 temos Hong Kong, um território autônomo no sudeste da China, que exportou US$ 551 bilhões em 2020, principalmente para China, Estados Unidos, Reino Unido, Suíça e Japão.

A participação majoritária das exportações foram de máquinas e eletros (69,25%), seguida de pedras e vidros (10,73%), diversos (6,96%), produtos têxteis e roupas (3,36%) e plástico ou borracha (1,81%).

7. Coréia do Sul

Nosso próximo país é a Coréia do Sul, com US$ 512 bilhões de dólares em exportações destinadas à China, Estados Unidos, Vietnã, Hong Kong e Japão em 2020.

Dentre os produtos, os destaques foram as máquinas e eletros (41%), produtos de transporte (15,61%), metais (8,7%), combustíveis (7,78%) e químicos (8,57%).

8. Itália

O oitavo país do ranking dos maiores exportadores é Itália, tendo transportado US$ 495 bilhões em 2020. Suas exportações foram mais destinadas para Alemanha, França, Estados Unidos, Suíça e Reino Unido.

A principal categoria foi a de máquinas e eletros (24,81%), em seguida químicos (11,48%), produtos de transporte (9,84%), metais (9,12%) e diversos (7,89%).

9. França

Nosso penúltimo país é a França, que exportou US$ 476 bilhões de dólares em 2020, majoritariamente para Alemanha, Estados Unidos, Itália, Bélgica e Espanha.

Os principais produtos foram de transporte (19,9%), seguidos das máquinas e eletros (19,74%), produtos químicos (15,69%), alimentos (6,89%) e diversos (6,62%).

10. Bélgica

Finalizando nosso ranking sobre os 10 maiores exportadores do mundo, o país que ocupa a décima posição é a Bélgica, com US$ 419 bilhões de dólares exportados em 2020.

Os principais destinos de suas mercadorias foram Alemanha, França, Holanda, Reino Unido e Estados Unidos.

Dentre elas, as mais vendidas foram produtos químicos (25%) e de transporte (12,81%), seguidas por máquinas e eletros (10,54%), combustíveis (8,23%) e plástico ou borracha (7,84%).

Conheça as soluções Gett para Comércio Exterior

E então, achou esses dados surpreendentes? Você já conhecia algum deles? É muito importante que as empresas e países se abram para o mercado mundial, para assim, alcançarem maior abrangência e conquistarem mais renda.

Nesse processo, é imprescindível contar com um apoio digital, ainda mais pelos benefícios que a transformação digital, a análise de dados e a otimização de processos trazem às empresas.Você pode contar com a Gett, o melhor software de Comércio Exterior, para te ajudar nesse sentido. Por isso, para conhecer mais sobre nosso produto, é só entrar em contato conosco ou nos acompanhar em nossas redes sociais como: Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube!

Jonas Vieira

Jonas é graduado e pós-graduado em Comércio Exterior, atua desde 2007 com foco em importação na indústria e comércio, e desde 2018 produz conteúdo sobre a área. É apresentador do podcast Invoice Cast e Co-Fundador da Invoice Content, agência de marketing que atende unicamente empresas de comércio exterior.

Deixe um comentário